Quem Somos

A Gráfica

Uma empresa de serviços gráficos promocionais e editoriais focada em atender com prazo, qualidade e preço esse nicho exigente de mercado, para que possamos satisfazer nossos clientes e seus projetos, retribuindo o retorno aos seus investimentos.

Com 25 anos de existência, essa combinação de fatores nos faz ter credibilidade para representar empresas, sejam elas pequenas, médias ou grandes, com o mesmo respeito e dedicação que merecem. Nossa história se baseia em um conjunto de competências, composto de habilidades pessoais, coletivas e de tecnologias que representam a soma do aprendizado construído ao longo destes anos na realização de negócios nesse mercado altamente competitivo.

Nossa Missão

Assegurar aos nossos clientes e colaboradores uma estrutura gráfica inovadora, planejada e em permanente adaptação ao mercado, capaz de atender as suas necessidades

Nossos Valores

Comprometimento, empreendedorismo e responsabilidade com nossos clientes e colaboradores com o máximo de integridade que construímos em todos esses anos.

Nossa Visão

Tornar-se uma referência no mercado gráfico pela excelência de atuação e pela contribuição de uma sociedade mais consciente

POLÍTICA SOBRE OS DIREITOS FUNDAMENTAIS DO TRABALHO

Identificamos, eliminamos e combatemos:

  • Trabalho Infantil;
  • ‘Trabalho Forçado ou Obrigatório, incluindo violência física e sexual,
  • Retenção de salários/incluindo pagamento de taxas de emprego e/ou pagamento de depósito para iniciar o emprego,
  • Restrição de mobilidade/movimento, retenção de passaporte e documentos de identidade, ameaças de denúncia às autoridades.
  • Discriminação no emprego ou na ocupação;

Respeitamos e Apoiamos;

  • A Liberdade de associação e o direito de negociação coletiva aos nossos colaboradores.

Requisitos Essenciais do Trabalho

Adotamos os Requisitos Essenciais do Trabalho conforme as 8 Convenções da OIT, que possui uma representação no Brasil desde 1950, a sua atuação tem-se caracterizado pelo apoio ao esforço nacional de promoção do trabalho decente, combate ao trabalho forçado, ao trabalho infantil e ao tráfico de pessoas.

Através da Declaração da OIT de 1998, o Brasil como um dos estados-membros da Organização reafirmou o seu compromisso de respeitar, promover e realizar, de boa-fé os princípios relativos aos direitos fundamentais no trabalho, que são:

  • a eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou obrigatório
  • a abolição efetiva do trabalho infantil
  • a eliminação da discriminação no emprego e na ocupação.
  • a liberdade de associação e o direito de negociação coletivas.

Até então o Brasil não ratificou a Convenção 87 (sobre a liberdade de associação e o direito de negociação coletiva), porém, mesmo não tendo ratificado se compromete a respeitar seus princípios.

Como complemento as referências das Convenções da OIT, na esfera Nacional temos também as seguintes diretrizes:

  • Constituição Federal, seus Incisos III e IV do Art 1º e no Inciso III do Art 5º traz a proibição do trabalho forçado ou obrigatório e Art 8º que traz a livre associação profissional ou sindical.
  • Sendo assim entende-se que o Trabalhador tem liberdade associativa, é livre para se associar (sindicalizar) ou não ao sindicato de sua categoria, bem como a negociação coletiva é a base de todo o diálogo social, sendo um processo que envolve negociações entre um ou mais empregadores ou organizações de empregadores e um ou mais sindicatos, com o objetivo de alcançar um acordo coletivo que regule os termos e as condições de emprego e as relações entre as partes.
  • Emenda Constitucional nº20/98, é estabelecido a proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de quatorze anos.
  • Lei 9029/1995, que proíbe genericamente a adoção de qualquer prática discriminatória e limitativa para efeito de acesso à relação de trabalho, ou de sua manutenção, por motivo de sexo, origem, raça, cor, estado civil, situação familiar, deficiência, reabilitação profissional, idade, entre outros.